A Genética na Prova Penal

A Genética na Prova Penal

R$24,00

A genética surgiu para designar o estudo da hereditariedade e da variação dos seres vivos. Apesar de revelar pesquisas milenares, é um produto do século XX, quando foi possível a correspondência entre dados da teoria de Mendel e os experimentos voltados para a divisão celular. Nos últimos anos houve significativo aperfeiçoamento das técnicas para mapear e sequenciar o genoma humano, facilitando assim a tipagem do DNA para identificação de pessoas. A ciência forense evoluiu junto com a genética para melhorar os fundamentos da prova penal, prestando relevantes serviços à modernidade. Os avanços da ciência no mundo dos genes e a necessidade de modernizar cada vez mais os instrumentos de prova na área penal exigem dos operadores de direito estudos que proporcionem trabalhos científicos mais amplos e produtivos.

REF: 80 Categoria:

Descrição

Sinopse

Introdução

1. Direito, Genética e Bioética

1.1 Considerações preliminares

1.2 A possibilidade de associar ciências diferentes

1.3 Citogenética e terminologia cromossômica

1.4 A genética, a psicanálise e a criminologia

1.5 Privacidade dos caracteres cromossômicos

1.6 Bioética

2. Prova Penal

2.1 Considerações preliminares

2.2 A prova penal e os direitos humanos

2.3 Análise de vestígios biológicos na prática forense

2.4  Fundamentos éticos jurídicos e periciais do exame de DNA na prova penal

2.5 Evolução biotecnológica e sociedade de risco

Conclusão

Referências

Características

1ª edição 2009

Formato 14 x 21 cm

120 páginas – brochura

ISBN 978-85-89919-70-8

Informação adicional

Peso 0.210 kg
Autor

ISBN

9788589919708